terça-feira, julho 24, 2007

Vem aí a “Alcoolbrás”!?

Deu no blog da Miriam Leitão [1]: o governo federal está pensando em estatizar as operações de produção e comercialização do etanol, o conhecido álcool combustível!

Para quem pensa que não existe mais risco regulatório, o governo sempre tem umas cartas na manga. Em vez de implantar medidas para estimular a competição, reduzir a carga tributária e desfazer os cartéis desse setor que chegou ao Brasil junto com Pero Vaz Caminha, o governo pensa em criar um monopólio estatal da produção de álcool. Um verdadeiro retrocesso! Roberto Campos estaria esbravejando. Fabio Giambiagi e outros certamente estão.

Se a estatização ocorrer, é líquido e certo que os preços do álcool irão aumentar. Se não aumentarem, será porque as ineficiências e diferenças de custos serão transferidas para outras áreas da economia estatal, sendo pagas por outras pessoas que não os consumidores diretos do produto.

Não existe maneira de se fazer mágica em economia e o único caminho para se reduzir custos, e garantir que tais custos continuem reduzidos no longo prazo, é por meio da competição. E, como as entidades estatais não têm incentivos suficientes para competir, a única maneira de implantar a competição é por meio da iniciativa privada. Precisamos de mercados livres, não de tecnocratas decidindo de maneira centralizada quais produtos serão produzidos e quanto o consumidor desejará pagar por eles.

Com as experiências frustradas do Instituto do Açúcar e do Álcool (criado por Getúlio Vargas e desmontado na década de 90) e do Pró-álcool (criado em 1975 e estagnado a partir de 1995), o Brasil já deveria ter aprendido a lição. Não deu certo daquela vez, e não vai dar certo desta.

______________________________________
[1] http://oglobo.globo.com/economia/miriam/post.asp?cod_post=67069

4 comentários:

  1. Realmente Seu blog é muito bom! Vou passar a frequenta-lo, faça uma maior divulgação.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Caro Diogo,

    Obrigado pelos comentários. Aos poucos estou conseguindo divulgar meu blog.

    [ ]s

    Alvaro Augusto

    ResponderExcluir
  3. Pois é Alvaro. O problema é que o governo pensa que livre concorrência é o tal do liberalismo econômico. E na verdade é! E isso é ótimo. Como você disse, o governo deve cuidar apenas de mínimas balizas regulatórias e deixar que a concorrência se mate pelo consumidor.

    Isso é só mais uma das trapalhadas do Lullismo.

    Com relação a divulgar seu blog, entre na lista blogosfera do yahoo. Eu estou lá com dois blogs. O endereço é o seguinte: http://br.groups.yahoo.com/group/blogosfera/

    Tem muita gente boa e muita informação lá.

    Forte abraço

    ResponderExcluir
  4. Caro Fernando,

    Obrigado pelos seus comentários e informações. Eu já estou na blogosfera há algum tempo, embora tenha participado pouco. Mas já coloquei um link para o meu blog na página do grupo, que eu ainda não havia visitado.

    [ ]s

    Alvaro Augusto

    ResponderExcluir